quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Expoflora 2017


Holambra, também conhecida como a "Capital Nacional da Flores" realiza esse ano a sua 36ª  exposição de flores e sabores.

Eu e minha irmã fomos até lá para conferir as novidades!





O nome HOLAMBRA nasceu da junção das  palavras: Holanda - América - Brasil

A cidade conta hoje com um pouco mais de 11 mil habitantes e é o maior centro de cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais do Brasil.



A Expoflora é a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina e é realizada anualmente em Holambra entre os meses de agosto e setembro para dar as boas-vindas à Primavera.





Não há como não se sentir abençoada estando num local rodeado por flores.

Tudo é lindo em Holambra. Cantinhos pitorescos e divertimento para todas as idades.


                     



Vejam que encanto a árvore de tamancos holandeses! É apaixonante!



Há atrações a todo o momento. Há danças típicas "holambrenses" nos cinco palcos espalhados pelo recinto. Elas reúnem coreografias de diferentes regiões da Holanda. Os temas representados na dança são inspirados na natureza como a dança da chuva e do pica-pau.Também homenageiam os ofícios do sapateiro, da lavadeira, da colheita dentre outros. As crianças encenam brincadeiras infantis no compasso musical.

Ficamos encantadas com a Fanfarra Amigos de Holambra. Seus integrantes têm de 10 a 18 anos.

                                     

                                                                    



Como regra geral da fanfarra, as crianças iniciantes começam sem instrumentos. Primeiro, aprendem a marchar e a ter postura, para em seguida seguirem as orientações do veteranos sobre os instrumentos, já na chamada "fase de transição". O trabalho em grupo é parte da engrenagem e os mais experientes ensinam os novatos com muita educação e harmonia.  A mesma harmonia exibida nas apresentações existe nos ensaios, pois é a forma de preparar os jovens para chegarem mais longe, destacando-se conforme a habilidade demonstrada. Leia mais sobre esse trabalho incrível acessando AQUI




video


Vejam que graça todos de tamanco holandês! Eles coordenam a música com passos de dança e teve até um casal que sambou sobre os tamancos. Fiquei tão encantada que me esqueci de filmar.
Após a apresentação da Fanfarra fomos saborear as delícias da culinária holandesa. 
Já na entrada da Expoflora há fotos de todas as delícias que vamos encontrar nos restaurantes típicos e confeitarias.
Você poderá escolher entre o pannekoek (panquecas), eisben (joelho de porco), batata holandesa, o vis holand (peixe holandês) nas versões vis en friet (peixe frito) e zure haring (feito com a sardinha fresca maturada), diny rosti (batata pré-cozida, ralada com bacon e especiarias e recheada com salsichões), festival stamppot (purês típicos acompanhando dois salsichões), stampot wortel (purê de batata com cenouras e carne de porco e molho de cerveja), além dos doces e bolachas, como o poffertjes (minipanquecas doces), speculaas (bolacha feita a partir da mistura de especiarias, com acentuado gosto de canela), stroopwafel (waffel recheado com caramelo de melaço de cana), e vlaai de damasco (waffel recheado com damasco), entre outros.
Este ano a novidade era o bloempot (torta holandesa, servida em vaso de flor) e o sorvete de rosas.
Depois fomos conhecer o Museu que conta a trajetória dos imigrantes holandeses, suas atividades, seus costumes e muito mais;

                             

Esses acima eram os candelabros que ficavam em cima do altar e esse abaixo
era um dos bancos onde os fiéis assistiam à missa. Vejam o trabalho maravilhoso de entalhe na madeira.





Tem muita história registrada. Vale a pena conhecer!

Agora seguimos a Fanfarra que acompanha a Parada das Flores. São carros alegóricos decorados com flores e plantas, ladeados pelos artistas que atuam na Expoflora que nos conduzem ao local onde acontecerá a chuva de pétalas.



Vivenciar a chuva de pétalas é muito emocionante! 
Ver aquele mar de pessoas apreciando toda essa beleza é de arrepiar.
Ficamos longe, mas deu para filmar um pouquinho do que aconteceu ali.
Vocês terão que se contorcer um pouco para ver a filmagem. 
Desculpem, mas foi o que deu para  fazer


                                      video

Logo após, esperamos a maioria do pessoal sair da arena e fomos até lá participar da roda pela Paz que estava acontecendo.


Muitos países estavam ali representados


E também os povos indígenas. Fizemos questão de tirar uma foto com uma  representante.



A grama virou um tapete colorido pelas pétalas.


Foi uma experiência encantadora!




Antes de irmos ainda deu tempo de registrar mais um cantinho preparado para se tirar lindas fotos.




E tivemos que registrar esse momento com o Papai Noel, afinal ele já está se preparando para o Natal.



terça-feira, 26 de abril de 2016

Socorro e a acessibilidade



Portal da entrada da cidade de Socorro que fica a 134 KM ao norte de São Paulo. 

Estive em janeiro/2012

Para saber um pouco mais da história da cidade de Socorro acesse o site http://www.socorro.tur.br

Estância de Socorro, Terra da Acessibilidade que por este trabalho levou o nome da cidade para além das fronteiras do nosso país

Socorro Acessível: 

O Ministério do Turismo, em parceria com a Prefeitura Municipal de Socorro e a AVAPE, iniciou o Projeto Socorro Acessível em julho de 2007.O objetivo é tornar o destino turisticamente acessível, além de aumentar as condições de segurança para o tráfego de veículos e possibilitar a utilização, por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, do centro histórico e comercial, pousadas, hotéis, parques de turismo de aventura e principais pontos turísticos do município.
O projeto incluiu obras de acessibilidade no Portal Colonial, Portal Lions, no Mirante do Cristo, Centro de Eventos, Horto Municipal, adaptações no Centro Histórico e Comercial e implantação do conjunto de semáforos sonoros. Continue lendo ...




Logo na entrada da cidade já estávamos no centro e olhem que beleza a Loja Cem que conservou as características do prédio antigo.

Em seguida fomos até a Praça Cel. Olímpio Gonçalves dos Reis (Prefeito de Socorro de 18/01/1909 a 14/01/1010) também chamada de Praça da Matriz onde está localizada a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Da Praça podemos ver casarões antigos, casas de café, etc..

Esta foto foi tirada da porta da Igreja Matriz para a Praça.



Aqui está o registro da pintura no teto da Igreja


E aqui o altar da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


 Continuando a nossa caminhada fomos para a Praça do Cinema. Personagens famosos estão pintados nas paredes laterais do cinema.




Este é o Rio do Peixe  que assim como em Socorro também cruza Itapira e é o principal afluente do rio Mogi-Guaçu


Aqui as crianças ainda podem brincar na rua e em razão disso a criatividade fica à flor da pele.

No meu tempo construíamos carrinho de rolimã para descermos as ladeiras.

Aqui vimos o mesmo conceito só que com garrafas pets. Uma para sentar e uma em cada pé e lá vem eles...



Fomos para o hotel.
No dia seguinte saímos cedo para visitarmos o Hotel Fazenda "Campo dos Sonhos"
Este hotel ganhou em 2011 o Prêmio Guia Quatro Rodas o "Hotel Sustentável do Ano".
E para saber o que iríamos encontrar pela frente, nada melhor do que um mapa para nos orientar.
Para iniciar, boas informações:


Em seguida o CANIL onde ficam alojados os animais de estimação dos hóspedes. 
Sim você pode trazê-lo para as férias. Bom, não é mesmo?

Todos os caminhos são chamados de ESTRADA e cada estrada tem um nome.


Pegamos o caminho que nos levará à ESTRADA DOS PROVÉRBIOS, mas também tem:


- Estrada da Reflexão
- Estrada do Sonhador
- Estrada do Amor
- Estrada da Gozação
- Estrada da Paz
- Estrada dos Porquês
- Estrada da Amizade
- Estrada Beira-Rio
- Estrada Rezedás
- Estrada do Cafezal.
- Estrada dos Pensamentos

- Estrada do Sentidos




















São 250 mil m² de  natureza. São matas com espécies de árvores importantes da flora brasileira: pau-brasil, jequitibá, urucum e ipê amarelo, símbolo da cidade de Socorro, além de um pomar com mais de 200 tipos de árvores frutíferas, onde o visitante pode comer as frutas direto no pé.






Já foram plantadas mais de 3 mil mudas. Todas elas trazem uma placa, com o nome popular e científico da espécie e o nome do dono adotivo, pessoa, família ou escola que se hospedam ou visitam o Campo dos Sonhos. Não é raro o visitante retornar ao Campo dos Sonhos para acompanhar o crescimento da muda, vendo-a  florescer e dar frutos.


O espaço é totalmente adaptado a turistas com deficiência (paraplégicos, tetraplégicos, cegos, surdos, síndromes, etc) ou mobilidade reduzida (idosos, gestantes, obesos, anões, etc)


Possui sinalização vertical e horizontal com rotas acessíveis, central de 
reservas para surdos e espaço para o cão guia




Placas de orientação e cardápio em braile,



 Com a realização das adaptações, hoje as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida têm a oportunidade de vivenciar a sensação de liberdade e superação que estas atividades propiciam.





Veja no alto o equipamento para se praticar Arvorismo e ao fundo o barco, uma réplica de uma caravela, o qual se pode dar uma passeio.
Este local é chamado de Praça do Descobrimento.




Além da Caravela tem também pedalinho e barco



ARVORISMO - Esta atividade é realizada no alto das árvores, ao nível das copas, algumas com cerca de 15m de altura.
E esta aventura tem emoção, ou seja, são 10 obstáculos como por exemplo, a escada do marujo, a ponte de troncos, a falsa baiana e outras.




Tem o leite tirado na hora:

Durante o dia você pode tomar o leite tirado na hora pelos motivos ou por você mesmo.
As vacas recebem um tratamento sanitário próprio para que se possa tomar o leite puro com segurança.



Durante todo o percurso você encontra placas explicativas e motivadoras:









PROGRAMA PLANTE OU ADOTE UMA ÁRVORE

Os hóspedes do Hotel Fazenda Campo dos Sonhos também podem deixar uma recordação viva da sua passagem pela Fazenda.

Podem plantar uma árvore que será identificada com uma placa com o nome comum e científico da árvore, nome do hóspede ou da sua família e a data da hospedagem.


Você está caminhando  pela mata e de repente se depara com um espaço mágico!
Um espaço para a leitura;




Tem carpas que comem na mão!! Uma graça!

E um ambiente ZEN especial para quem gosta de meditar.



Claro que também encontramos espaços aconchegantes para fazermos lanchinho.


Tem muito mais:  aldeia indigena, recanto das borboletas, bichos, aves, cascatas, minhocário, enfim é um passeio que não se deve deixar de fazer quando visitar a cidade de Socorro.

Saímos do Campo dos Sonhos e fomos conhecer o Horto Municipal



Aqui há produção de mudas com espaço para caminhadas e canteiro sensorial.
Todas as mudas têm placas contendo o nome  escrito em braile




Os brinquedos do parquinho são adaptados para quem tem necessidades especiais.
Nunca tinha visto iniciativa igual.
Adorei!









A Estância de Socorro está localizada junto à Serra da Mantiqueira fazendo limite com Águas de Lindóia, Lindóia, Monte Alegre do Sul e Serra Negra integrando o Circuito das Águas que também inclui Amparo, Holambra, Jaguariúna e Pedreira.

Portanto, aproveitamos para beber muita água...




E tomar banhos no Balneário Fonte da Pompéia que fica afastado do centro. Para não errarmos o caminho seguimos o trenzinho que leva os turistas até o Balneário.






Além de uma ótima água, o Balneário possui infra-estrutura com sauna úmida e seca, ducha escocesa, forno de Bier, chuveiro agulha, massagem completa, raios infravermelhos e raios ultra-violeta. 

A água por ser : 

- Radioativa - Melhora o Tônus Corporal
- Hipotensora - Ajuda a baixar a Pressão Arterial e melhora dos sintomas de tonturas, e dores leves de cabeça

- Diurética - Ajuda a aumentar o volume urinário, trazendo benefícios para rins e bexiga
- Uricolíticas - Ajuda a dissolver e eliminar o ácido úrico e os cálculos renais , fazendo diminuir as dores reumáticas 
- Demais indicações: - Doenças crônicas de pele tipo alérgicas, diabetes, infecções intestinais e afecções ginecológicas.


O Balneário fica localizado num espaço encantador!


Conhecendo um pouco mais de Socorro passamos em frente da ESTAÇÃO RODOVIÁRIA ANTONIO GRANATO


 Em 1935, vindo de Bragança Paulista, fixou-se em Socorro Antonio Granato, que aqui instalou uma empresa de transporte para passageiros, denominada RÁPIDO SOCORRENSE, de Socorro a Bragança, com baldeação para São Paulo através da Auto-Viação Bragança. Em 1947, a linha foi estendida até São Paulo, com peruas com 14 lugares, em dois horários. Em 1952 tiveram início viagens para São Paulo em ônibus com 20 e 30 lugares, também em dois horários diários e ponto na Rua Mauá, na capital.
A Empresa Granato enfrentou inúmeros revezes, como a queda da ponte de Curitibanos, o asfaltamento do trecho Bragança/São Paulo e mais tarde Bragança/ Socorro. Sobretudo em decorrência do racionamento de combustíveis durante a Grande Guerra 1939/1945, mas a empresa funcionou normalmente até 1965, servindo a população. (Fonte: Memória Fotográfica).

Continuando com o nosso passeio chegamos ao local onde estão localizadas as Secretarias e Diretorias de Socorro.

Esta foto aérea foi captada do site Oficial da cidade de Socorro  e dá para avaliar o projeto arquitetônico









FEIRA PERMANENTE DE MALHAS

Quem vai para Socorro não pode deixar de visitar a Feira Permanente de Malhas.

São mais de 400 malharias expondo toda sua criatividade e bom gosto.



E é chegado o momento de partir!

Na saída passamos em frente a Cervejaria Ecobier que dentre outras preocupações está a com a água, por esse motivo que se estabeleceu no Circuito das Águas.


Mais que um produto ou uma marca, a Ecobier consiste num conceito, que busca agregar a produção de cervejas e Chopp de altíssimo padrão, com princípios de sustentabilidade ambiental.

Desde a sua produção, distribuição e merchandising, a preocupação é de se fazer um processo ecologicamente correto. Seus materiais de divulgação são confeccionados com papel reciclado ou de origem de reflorestamento.(Saiba mais acessando http://www.ecobier.com.br/nosso-conceito)


E assim nos despedimos de Socorro contemplando a maravilhosa topografia no caminho de volta.